> Roccana Poesias: Imagem

*

.
.

"Poesia traz vertigens. Ora cruel, ora leve, ela é desnuda."

.
.

10.7.06

Imagem

em frente ao espelho
tiro a roupa
jogo tudo no chão
me olho
frente e verso
e me encaro
meu olhar é duro
seios
de quem amamentou
barriga
de quem pariu
pelos
pernas afastadas
braços soltos
pés no chão
perfil
gosto do que vejo
em frente ao espelho
uma vida inteira
constato
que o espelho, cúmplice,
me sorriu
não pela imagem
que espelhava
mas por tudo
que intuiu

18 comentários:

Leonardo disse...

Mais que bela, sei que sua poesia é verdadeira e isto, sim, me deixou feliz.

Beijos,

Xanusca disse...

Adorei...

o alquimista disse...

Passei por aqui e adorei o teu espaço, volto se não te importares...

Beijo

Velazquez disse...

Adorei ler essa poesia. Era como se estivesse vendo o que descrevia.
E sabe o que vi? Uma mulher bonita por dentro e por fora!
Bjus

o alquimista disse...

Também eu sorri, porque tens um interior tão...tão infinitamente bonito.


Um doce beijo

Naeno disse...

Rocana,
Gostei da tua poesia, um tanto erótica, - isso é inevitável prá quem lê - mas muito bonita. Aliás não pdia ser diferente, você descreve o bonito, você mesmo acha isso.
com um abraço,
Naeno
dá uma visitada no meu blogger, não vês,estamos em plena campanha. Vote em mim www.poemusicas.blogspot.com.

o alquimista disse...

Passei para te deixar um beijinho

Pedro Sousa disse...

Muitos Parabéns pelos Poemas!!!Estão muito bem conseguidos...

Passei pelo seu outro blog, gostei bastante.

Voltarei certamente.


Visita o meu e comenta os posts:
http://blogdoengenheiro.blogspot.com/

Abraço

Pedro Sousa

o alquimista disse...

Olá Ana passei para te cdeixar um beijinho de boa noite

Tiago disse...

A curiosidade trouxe-me aqui e gostei do que li. A cumplicidade de um espelho....

Acho que vou passar mais vezes

bjs

miosotis disse...

Poema 'pleno' de quem se sente realizada por tudo o q fez e td o que é!
E o espelho é cúmplice e sorri ao teu próprio sorrir.

Mt sensiblizada pelo olhar poisado em meu espaço.

bjs

rouxinol de Bernardim disse...

Bonito espelho que reproduz a Mulher na sua plenitude!


~Gostei da frontalidade, da audácia sensual de quem se olha sem pudor e sem tibiezas ao espelho que é a vida!

Um deslumbramento essa tua abordagem!!!

Pousa na minha árvore e respira o meu espelho com a irreverência que é teu apanágio!!!

fernanda disse...

que maravilhoso. texto lindo...

bjks

Daniel disse...

Que maravilha!
Rocc, você já publicou algum livro?
Muito lindo!

Vou lá na minha página colocar um linque pra cá, ok?
Beijo!

poemusicas disse...

Ai espelho meu, existe alguém mais indescritível do que eu.
Além do espelho, todo mundo te viu.
Eu aqui no Piauí, imaginei a cena. Mas o bom da estória é que é uma poesia bonita, que aí estão meados sutilezas, deduções de ti mesma, que nelas tu nem tocastes.
Por seres uma mulher de respeito.

Um beijo

Naeno

Roberto disse...

Muito, muito bom. Particularmente o último verso, que brinda o resto do poema com uma sensibilidade incomum... e completamente feminina.

Tô adorando suas poesias!

[]s,

Roberto

jjLeandro disse...

Sedução no que li.
Parabéns !!

Participo de um site colaboratiov overmundo.com.br que sei que vc gostaria muito. Cadastre-se e participe postando suas criações lá.
Visite-o e conheça-o

abcs

Waguinho e Fefe disse...

Querida Ana,
estou em Madri na casa de uma querida amiga a Fefe e estavamos falando de musicas e poesias e mostrei teu blog para ela e lemos entre outras a "Imagem" que é minha favorita. "Egoisticamente" falando, continue escrevendo para eu continuar a me exibir mundo a fora dizendo " esta poetisa é minha amiga"Grande beijo meu e da Fefe. Ah! a Fefe tambem tem um blog.
Ê um blog e comida www.dadivosa.com.br tu tmbem vais gostar. Outro beijo