> Roccana Poesias: Eu em ti

*

.
.

"Poesia traz vertigens. Ora cruel, ora leve, ela é desnuda."

.
.

23.3.07

Eu em ti

.

eu me renovo
e me revelo
eu me surpreendo
e me estranho
eu me desvelo
e me afogo
eu me desnudo
e te descubro
eu me exponho
e então me escondo
e não me atrevo
eu me acovardo
eu me suporto
e me esqueço
eu me repito
e me refaço
e te renovo
te respiro
eu te surpreendo
e te estranho
eu te alimento
e te afago
eu te desnudo
então te cubro
eu me atrevo
e me aventuro
eu te aqueço
e te aninho
e adormeço
em teu abraço

.

5 comentários:

david santos disse...

Olá, Ana!
Belo trabalho. Nada fácil de fazer este trabalho. Mas está espectacular.
Parabéns e bom fim-de-semana

Anônimo disse...

Best flower for you girlfriend
BEST FLOWER

soma or here phentermine

Leonardo disse...

Tempo que n

Leonardo disse...

Tempo que não passo por aqui. Bom ver o jardim sendo regado.

Beijo,

Mystik disse...

TODOS OS ESCRITOS PERFEITOS
LINDOS
SIMETRICOS
MAS A QUE MAIS ME TOCOU
AMEI
PARABENS ANA
TA LINDO DE VER E LER
BEIJOS SERENOS